Buscar

A fabricação de tinta a óleo séculos atrás

Em 1985, a partir de extensas pesquisas, a empresa Old Holland apresentou sua revolucionária cartela de 168 tintas a óleo diferentes, cada uma com um grau elevado de luminosidade. Graças a alta e única concentração de pigmentos em cada cor, as tintas tornaram-se símbolo de intensidade cromática e qualidade.


A Old Holland está localizada a cerca de 60 quilômetros de Amsterdã. A empresa fabrica tintas usadas por artistas e restauradores de mais de 50 países. Em matéria do site DW, o artista Paul Balk revela os bastidores dessa produção e conta histórias curiosas sobre a fabricação de tintas a óleo séculos atrás, quando os recursos tecnológicos eram bem mais escassos do que hoje.



Na reportagem, Paul explica que pigmentos são normalmente extraídos de minerais e, por isso, existem opções pouco acessíveis. O azul ultramarino, por exemplo, é considerada a cor mais cara do mundo. O artista também apresenta, de forma prática, o processo de criação das tintas, misturando proporções adequadas de pigmento e óleo com uma espátula e realizando uma trituragem manual para eliminar as menores partículas restantes - antes de, finalmente, o conteúdo ser armazenado.


Balk revela, ainda, histórias interessantes sobre a criação de famosos pigmentos, como o amarelo indiano, o preto marfim e o branco de chumbo - todos originados de receitas seculares.


Confira a matéria neste link.

0 visualização
  • Facebook
  • Instagram
  • Youtube
  • Pinterest

Telefone:

(32) 98494-4655

Juiz de Fora - Minas Gerais