Buscar

Emboss na Arte Sacra: aplicação da técnica no gesso


Emboss é uma técnica de aplicação de detalhes muito utilizada no artesanato, especialmente em madeira e papel, recortes ou apliques. Atualmente, também podemos encontrar a técnica sendo aplicada em couro, tecidos ou até metais. Pela primeira vez, testamos a técnica no gesso - e o resultado foi surpreendente!



Como funciona o emboss?


Embossing, em inglês, significa gravação. O objetivo do emboss é obter um relevo que não só enriquece o valor da peça, mas também contribui muito para torná-la mais atrativa visualmente, já que adiciona dimensão e textura aos produtos.



Papel Embossed. Crédito: thegraphicsfairy

Em resumo, a técnica é realizada com uso do pó de emboss - uma espécie de purpurina especial - fixada na superfície por meio de calor. Este calor pode ser obtido com diversas ferramentas como, por exemplo, um soprador. Algumas versões também utilizam pressão, em vez de altas temperaturas.


História do emboss


Os primeiros registros de emboss datam do século 15, quando selos eram aquecidos e utilizados para criação de logos personalizados em cartas. Esse artifício era limitado, caro e muito admirado, já que era visto como sinal de qualidade e profissionalismo.


Embossing passou a ser utilizado como artifício artístico no século 19, quando serviços de impressão eram mais acessíveis. O mais notável produto desenvolvido com emboss dessa época eram moedas - ainda disponíveis em algumas casas de moeda como itens raros.



Páginas do primeiro livro do britânico James Gall para deficientes visuais, publicado em 1840, em Edinburgh.
Páginas do primeiro livro do britânico James Gall para deficientes visuais, publicado em 1840, em Edinburgh. Créditos: How We Read

Antes disso, ainda no fim do século 18, a técnica passou a ser utilizada para impressão de livros para pessoas com deficiência visual, após a invenção do processo de emboss de letras do clássico alfabeto romando em 1784, em Paris, por Valentin Hauy. Gráficas de embossing se espalharam por outras partes da Europa, mas foi após as guerras Napoleônicas em 1815 que essa indústria se expandiu. Isto porque o pós-guerra fez crescer uma demanda urgente por publicações em relevo já que diversos veteranos retornaram a suas casas com dificuldades visuais, como consequência da guerra.


Arte Sacra: emboss no gesso


Para desenvolver esta imagem de Nossa Senhora Aparecida, aplicamos a técnica do emboss no gesso. Por ser uma técnica de detalhe, o emboss funciona perfeitamente na arte sacra, trazendo a possibilidade de tornar a peça ainda mais rica e interessante.


Nessa proposta, utilizamos a técnica no manto de Nossa Senhora. A indumentária das imagens sacras, inclusive, podem ser beneficiadas pelo emboss, trazendo uma nova camada de trabalho manual para o projeto.





Aqui usamos o ouro (Gold Tinsel) para obter o efeito desejado nos arabescos, complementando o tom de azul clássico da iconografia da peça. Mantivemos o tom de pele negro e monocromático, equilibrando o contraste do dourado. O efeito relevo traz, também, personalidade para imagens clássicas como Nossa Senhora.


Na página Arte Sacra, é possível conferir mais fotos e outras peças do nosso portfólio.


25 visualizações